Vale a pena abrir um Pet Shop no Brasil?

  •  
  •  
  • 21
  •  
  •  
  •  
  •  

O Brasil é o segundo país com maior população de Pets no mundo e o mercado de lojas destinadas a estes animais não para de crescer. Não é a toa que muita gente está investindo e ganhando muito dinheiro neste ramo.

Embora o mercado seja totalmente lucrativo, quem deseja abrir uma loja precisa de muito planejamento, dedicação, profissionalismo e capacitação para obter sucesso.

Quer saber mais sobre este ramo e o que é preciso para abrir e montar um Pet Shop? Continue lendo este artigo e veja as dicas que preparamos para você.

Como é o mercado de Pet no Brasil?

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) e o do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente o Brasil possui cerca de 132,4 milhões de animais de estimação. Os dados mostram que o país tem a segunda maior população de pets do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos que tem 164 milhões.

Hoje, 44,3% dos 65 milhões de domicílios brasileiros possuem pelo menos um cachorro e 17,7% ao menos um gato. O número total de animais nos lares brasileiros é composto por 52,2 milhões de cães, 22,1 milhões de gatos, 18 milhões de peixes, 37,9 milhões de aves e mais 2,2 milhões de outros, segundo o IBGE.

Como afirmado pela Abinpet, estes números demonstram a força potencial deste setor na economia brasileira.

É importante saber que as Lojas de Animais ou Pet Shops oferecem diversos serviços como atendimento médico, venda de produtos, hospedagem, alimentação, estética, bem-estar e não apenas banho e tosa. Sendo assim, o setor representa 0,38% do PIB brasileiro, à frente dos setores de geladeiras, produtos eletrônicos e de beleza.

Em 2016 a indústria de produtos para animais de estimação faturou cerca de R$ 18,9 bilhões. Em 2014, o faturamento no setor girou em torno R$ 16,7 bilhões. Em 2006, esse número era de R$ 3,3 bilhões.

Porque mesmo com a crise o mercado Pet continua crescendo?

Os números mostram que não existe crise no mercado Pet e o principal motivo é que os animais de estimação são considerados como membros da família, e necessitam de cuidados, proteção e conforto.

Outro fato que influencia esses dados é o aumento no número de casais que optam por não ter filhos e adotam um animal de estimação como seu “bebê”.

Em 2016, mesmo em período de crise econômica no país, o faturamento total do setor foi de R$ 18,9 bilhões, crescimento de 4,9% sobre o ano anterior.

Como abrir e montar um Pet Shop?

O primeiro passo é elaborar um bom plano de negócios com dados sobre o mercado, concorrência, estratégias de venda, divulgação, os pontos fortes e fracos do negócio, os possíveis clientes, fornecedores, concorrentes entre outros. Ou seja, organizar as ideias e planejar o percurso.

Crie também um bom planejamento financeiro para mensurar o investimento necessário para a abertura, as receitas, despesas e o lucro. Depois providencie toda a documentação exigida por Lei.

Escolha profissionais especializados como veterinários, tosador, estoquista e atendente para oferecer produtos e serviços diversificados.

Com toda a burocracia resolvida é hora de escolher um bom ponto comercial e montar um ambiente aconchegante, confortável e seguro.

Agora é só oferecer qualidade, investindo no bom atendimento e na cordialidade com clientes e fornecedores. Para o  retorno ser certeiro, o ideal é realizar um bom curso especializado no segmento garantindo que tudo seja feito dentro da legislação.

Inspirou-se com os números e a rentabilidade do negócio? Está na hora de abrir o seu! Vem saber como com a gente: Curso Online Como Montar um Pet Shop com Banho, Tosa e Atendimento.

Artigos Relacionados